28 setembro 2009

Porque é preciso confessar-se?

"Se você está com uma 'pedra no sapato', isso é um pecado mortal."

Qual o primeiro passo para uma boa confissão?

O primeiro passo é o arrependimento, ou seja, a consciência que diz "errei e preciso voltar para casa", lembrando-se sempre de que a referência é o filho pródigo, que cai em si e volta para casa, como diz a Palavra de Deus. Então, para uma boa confissão eu tenho de me arrepender e ter consciência de que fiz algo de errado contra o Senhor, contra meus irmãos e contra mim mesmo.

Qual a necessidade de uma preparação?
Sem a devida preparação não há como ir ao encontro da misericórdia do Senhor. O que eu vou apresentar a Ele? As minhas misérias, aquilo que eu fiz de errado. A partir do momento em que eu tenho uma boa preparação e que confronto a minha vida com a Palavra de Deus, com a vontade d'Ele, eu tenho a coragem de voltar. O “fundo do poço” não é o nosso lugar, mas sim, junto de Deus, no grande banquete que Ele preparou para nós.

Por que é importante confessar-se com um sacerdote e não diretamente com Deus?

A Palavra é clara quando nos diz que só Deus pode perdoar os pecados, só Ele é justo, só Ele não tem pecado. Quando você decide confessar-se com um padre o seu perdão já começa nesse momento, porque você já se apresentou diante de Deus, mas você vai diante do sacerdote para confirmar aquilo que já está sendo realizado no seu coração. Perdão dos pecados só existe no sacramento da confissão; por isso os padres da Igreja o chamam de “segunda tábua de salvação” (a primeira é o batismo), porque ali eu tenho a garantia de que Deus me perdoou. Mas há pecados, como um pensamento, um sentimento, que eu posso ir diretamente ao Senhor e dizer a Ele: “Olha, eu fiz isso, Senhor. Perdão, porque foi uma coisa sem pensar, eu não queria, foi um momento de tentação, mas eu estou entregando meus pecados diante do Senhor”. O próprio Jesus nos deu esse mandato: “Tudo o que ligares na Terra, será ligado no Céu; tudo o que desligares na Terra, será desligado no Céu” (Mateus 16,19).
 
Se, ao confessarmos, não contarmos ao sacerdote, por vergonha, um pecado do qual nos arrependemos, este será perdoado?

A contrição é o arrependimento perfeito, ou seja, eu tenho um coração contrito e humilhado, porque me arrependo dos meus pecados, vou até o padre, confesso, falo aquilo que eu tenho feito de errado e recebo perdão. Mas quando eu, conscientemente, omito minhas faltas, a confissão não é valida, porque eu tive apenas uma atrição, isto é, uma abertura para a conversão. O belo é que nós temos sempre essa experiência de pessoas que guardam um pecado por 20, 30 anos, mas não conseguem escondê-lo pelo resto da vida. A partir do momento em que você tem aquilo mexendo dentro de você, incomodando-o, você quer o perdão, mesmo que não tenha a coragem de pedi-lo. Mas quando chega o momento certo, você tem de apresentá-lo a Deus. Isso é o que o Catecismo da Igreja Católica chama de atrição, uma abertura do coração para o arrependimento, para a conversão.

De quanto em quanto tempo é necessário se confessar?
De acordo com a Igreja, uma boa confissão é de, ao menos, uma vez por ano. Mas eu creio que a regra básica é saber quantas vezes você comunga. Se você comunga todos os domingos, deve confessar-se uma vez por mês ou a cada dois meses. Mas se você tem uma frequência maior de comunhão, você tem de estar sempre se examinando. “Será que pequei? Será que falhei diante de Deus, dos meus irmãos ou de mim mesmo?” Mas não crie pecados, porque confissão é para aquilo que você realmente necessita.
A Bíblia diz que um justo peca sete vezes por dia; mas o segredo do justo é que ele recomeça todos os dias. Então, se um santo peca sete vezes por dia, eu tenho de me converter com mais frequência. Por isso que, no ato penitencial da Santa Missa, nós recordamos isso; e para nos aproximarmos do banquete precisamos estar purificados.
________________________________________________________________________________

Padre Rafael

Texto retirado: site Canção Nova, integra.
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio

Grupo de Oração

Grupo de Oração

Postagens antigas

Postagens mais visitadas

Reflexão

Mensagens

Nossa Senhora Fátima

Nossa Senhora Fátima

Parceria

Parceria

Parceria

Postagens populares