26 abril 2010

Estejamos prontos! Não sabemos quando o Senhor virá

Jesus gostava de falar em parábolas, terminando muitas delas com uma inesperada mudança de circunstâncias. Quando Deus nos oferece seu reino, ele nos dá um tesouro que vai além de toda medida. Que tesouro é este de incomensurável valor? O próprio Senhor é nosso tesouro e o reino que ele oferece é um reino de paz, alegria e justiça (Rm 4,17). O Senhor nos oferece um relacionamento com Ele como filhos e filhas e nos promete a vida eterna. O tesouro é superior a todo tesouro terrestre. Mas é possível perdê-lo se não guardamos o que nos foi confiado por Deus.

Jesus descreve o inesperado retorno do Senhor “no dia em que o administrador não o espera e em hora que ele não sabe”, “para estabelecer, observa s. Agostinho, uma distinção entre o administrador fiel e o não fiel”. A parábola transmite, portanto, uma lição de fidelidade, deixando claro que o Senhor ama fielmente e recompensa ricamente os que lhe são fiéis. Entendemos, normalmente, por fidelidade a exigência de conservar no coração a palavra dada por alguém, como também manter a promessa feita. Quem não se mostra fiel ou, no dizer de s. Cirilo de Alexandria, “os administradores infiéis, que transgridem os próprios deveres, são merecedores de uma total desgraça”.

Recebemos dons, graças do Senhor e Ele espera que façamos bom uso deles, reconhecendo a sua generosidade. Seria grande ingratidão ignorá-Lo. S. Agostinho fala de uma “ignorância fingida, que é a maior ofensa de todas, porque não há nenhum refúgio nas trevas da ignorância”. Não se deve também considerar que tais palavras só se referem aos responsáveis por uma comunidade. S. Basílio acentua que “tais advertências são dirigidas aos discípulos, apóstolos e ministros, e o julgamento pelo que produzem será severo”. Para nós fica sempre a pergunta: Somos fiéis a Deus e prontos a prestar-lhe contas de nossa administração? “Se sabemos que o verdadeiro rei, escreve s. Gregório de Nissa, é rei de justiça e de paz, orientaremos completamente nossa própria vida para a justiça e para a paz”.

“Senhor, Vós sois sempre fiel, mesmo quando eu falho. Ajudai-me a permanecer fiel a vós e aos vossos ensinamentos”.
_____________________________________________
Dom Fernando Figueiredo
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio

Grupo de Oração

Grupo de Oração

Postagens antigas

Postagens mais visitadas

Reflexão

Mensagens

Nossa Senhora Fátima

Nossa Senhora Fátima

Parceria

Parceria

Parceria

Postagens populares