12 abril 2010

RESPOSTA DE DEUS ÀS NOSSAS NECESSIDADES

Uma Vez, Júlio Brebal falava sobre o amor de Deus na paróquia de seu irmão, padre Zezé. Em determinado momento, seus olhos pararam sobre uma mulher loira, no fundo da Igreja. No mesmo instante, Deus lhe deu uma determinação: “Vá até lá dizer-lhe que ela está indo ao médico errado. Diga-lhe que ela precisa procurar um especialista em rins, um nefrologista”. Júlio parou a pregação, foi até ela e disse: “Desculpe-me! Eu não a conheço, mas Deus pediu-me para dizer-lhe que a senhora está indo ao médico errado, e precisa procurar um nefrologista”.

Realmente, a orientação foi exata, pois a mulher estava pedindo a Deus, naquela hora, pela cura de sua enfermidade. Recebia tratamento médico equivocado e assim não obtinha resultados satisfatórios. Procurou, então, o nefrologista, descobriu verdadeiramente o foco de sua enfermidade e bastou o tratamento correto para curá-la.

Pela palavra de ciência, Deus revelou que a mulher estava enferma e fazia o tratamento errado. A palavra de sabedoria trouxe uma determinação prática: “Vá procurar um nefrologista”. Em nenhum momento, ela foi incitada a deixar de recorrer á medicina; ao contrário, foi orientada a buscar médico e tratamento corretos. Nunca um dom carismático pode contradizer o que ensina a Palavra de Deus. O que a Escritura diz sobre isso é: “Meu filho, se estiveres doente, não te descuides de ti, [...] dá lugar ao médico, pois ele foi criado por Deus; que ele não te deixe, pois sua arte é necessária” (cf. Eclo 38, 9;12).

Acompanhei pessoalmente em que pessoas foram prejudicadas e algumas morreram por terem sido negligentes com a própria saúde. Refiro-me aos casos de pessoas que abandonaram o tratamento médico orientadas por videntes e curandeiros que lhes prometiam um cura mágica. Esses “milagreiros”, na maioria das vezes, são pessoas que atuam sozinhas ou com poucos ajudantes. Em geral, pertencem a seitas e, mesmo quando se dizem católicos, estão desligado da Igreja. Atribuem-se um poder sobrenatural e reclamam para si a confiança dos que o procuram. Quase sempre agem em troca de dinheiro. Santa Catarina de Sena alerta sobre certo tipo de gente: “Teme o solitário, o que confia em si, o que não ama”.

O Espírito Santo não revela o que queremos saber, mas simplesmente o que ele quer revelar. A iniciativa é de Deus. Quem tem o carisma não anda por aí enxergando, quando bem quer, situações particulares da vida alheia. Pois, como ensina Santo Tomás de Aquino, a iluminação profética só existe no espírito do profeta no momento em que Deus inspira. Segundo ele, todos os dons relativos ao conhecimento podem ser compreendidos, em certo sentido, sob o nome de profecia.
_____________________________________________
Texto retirado do Livro de Márcio Mendes
Livro: Dons de Ciência e Sabedoria
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio

Grupo de Oração

Grupo de Oração

Postagens antigas

Postagens mais visitadas

Reflexão

Mensagens

Nossa Senhora Fátima

Nossa Senhora Fátima

Parceria

Parceria

Parceria

Postagens populares