25 julho 2011

Cuidando das dúvidas

“Você não pode evitar que as dúvidas o assolem. Às vezes elas parecem surgir de todos os lados. De fato, há três principais fontes de dúvidas, e você precisa saber como lidar com cada uma delas.”

Quando sinto os primeiros sintomas de um ataque de gripe ou resfriado, eu falo ao problema: “Germes de gripe, eu os rejeito inteiramente em nome de Jesus Cristo. Meu corpo é templo do Espírito Santo e vocês não tem lugar aqui!”

Depois, falo a Deus, em quem pus minha fé, pois Ele é a resposta ao problema, e eu o louvo por sua vitória sobre a infecção. Às vezes, os sintomas desaparecem bem depressa. Outras vezes, há algumas horas de conflito, mas eles não se desenvolvem, pois continuo confiando na vitória do Senhor.

Resistir a um resfriado ou a uma gripe pode parecer um problema pequeno, mas o princípio é o mesmo para coisas maiores em nossas vidas. Você não terá a confiança, a fé e a autoridade para se dirigir a uma montanha , se não tiver aprendido a lidar com colinas. 


Ao ver a vitória nos problemas menores, sua fé aumentará para confiar em Deus nas coisas maiores. Por que deixar nossas vidas serem perturbadas até por gripes e resfriados? Não podemos impedir que essas infecções estejam em torno de nós, mas podemos lutar “a boa luta da fé” contra elas.

Jesus nos diz que, ao falarmos às montanhas, não devemos duvidar, em nossos corações, de que elas se moverão. Mais uma vez, não é questão do que você diz, mas daquilo que você crê.

CUIDANDO DAS DÚVIDAS

Você pode evitar que as dúvidas o assolem. Às vezes elas parecem surgir de todos os lados. De fato, há três principais fontes de dúvidas, e você precisa saber como lidar com cada uma delas.

Dúvidas vêm de outros em torno de você:

Vivemos num mundo duvidador e descrente, e muitas pessoas em torno de você estão cheias de ideias e palavras negativas, sempre protestando e se queixando. Não têm a fé positiva de que Deus agirá nas circunstâncias das suas vidas; tudo o que fazem é queixar-se. Suas ideias, atitudes e palavras podem ser contagiosas, e se você der ouvidos a essas opiniões negativas em vez das positivas da Palavra de Deus, sua fé será facilmente minada. Você certamente não que a fé que você tem seja destruída pela atitude negativa dos outros.
 
Dúvidas vêm da sua própria incredulidade:

Quanto mais você olha para a montanha, mais alta ela parece, e mais impossível de se remover. Você pode pensar num meio de passar em volta dela, mas não pode removê-la. E não está seguro de que Deus também o possa fazer.

Muitos cristãos tem mentalidades negativas. Pensar “em fé” requer uma renovação das nossas mentes e de todas as nossas atitudes perante a vida. Isso não acontece da noite para o dia. Toma tempo e Deus permite que os problemas em nossas vidas nos confrontem com atitudes negativas, duvidadoras e a incredulidade que ainda temos dentro de nós. É importante que, à medida em que você perceba suas dúvidas, as traga honestamente ao Senhor e lhe peça que perdoe você e lhe inspire o tipo de fé que Ele tem, que a coloque dentro de você pelo poder do Espírito Santo.

Dúvidas vêm de satanás:

Este procurará semear dúvidas sempre que possível, pois gosta de destruir a fé em Deus sempre que pode. Na escritura ele é descrito como o enganador e pai de todas as mentiras.

O tipo de pensamento que dirige a você é: “Você não vai acreditar nisso, vai?” ”Você não tem fé suficiente, tem?” “Você não merece tanto para Deus fazer uma graça tão grande em sua vida, não é mesmo?”

Satanás é o acusador dos irmãos. Nenhum pensamento de acusação vem do Espírito Santo, e sim daquele que quer destruir a fé.

São Paulo diz que devemos tomar “o escudo da fé, com o qual podeis apagar todos os dardos inflamados do maligno” (Ef 6, 16), isto é, todas essas acusações falsas e mentirosas. São Tiago diz: “Resista ao diabo e ele fugirá de você” (Ti 4, 7).

Firme-se nas promessas que o Pai lhe faz como filho de sua nova Aliança, e recuse-se a aceitar qualquer mentira do inimigo.

Assim, os ataques à nossa fé vêm de três lados:

- Das atitudes negativas em torno de nós;
- Das nossas próprias dúvidas;
- Daqueles que querem destruir nossa fé.

Ou seja, segundo as palavras da Escritura: o mundo, a carne e o diabo.

Em vez dessa dúvida, Jesus diz que o homem que fala à montanha com fé, “crê que o que diz se fará”. Ele não está falando e esperando que o problema se vá. Ele sabe que assim será e estima que Deus, tanto quanto ele próprio, não quer aquela montanha ali.

________________________________________________________
Dom Cipriano Chagas, OSB
É monge beneditino, fundador da Comunidade Emmanuel, escritor, pregador e um dos precursores da Renovação Carismática Católica no Brasil.
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio

Grupo de Oração

Grupo de Oração

Postagens antigas

Postagens mais visitadas

Reflexão

Mensagens

Nossa Senhora Fátima

Nossa Senhora Fátima

Parceria

Parceria

Parceria

Postagens populares