18 maio 2012

A experiência da nova evangelização

"Nossa vida deve imitar a vida
de Cristo", ensina Pe Roger Luís
Não importa quanto demore para que a promessa de Deus se cumpra em nossas vidas, mas eu posso afirmar para você, sem medo, que no tempo de Deus a Sua promessa irá se cumprir, assim como se cumpriu na vida de Paulo.

E é belo ver essa fidelidade de Deus em nossa vida. O próprio apóstolo Paulo não foi acolhido pelos outros apóstolos no início, foi perseguido até pelos que haviam sido amigos dele, por isso, resolveu levar a Palavra para os pagãos, já que os judeus não davam valor aos ensinamentos de Jesus.

Você já perguntou a Deus qual é a vontade d'Ele para sua vida ou até hoje você tentou impor a sua vontade acima de tudo? É preciso enxergar a ação de Deus, mesmo nos pequenos atos, e procurar compreender o porquê das coisas, mesmo que sejam nossas próprias quedas.

Muitas vezes, os desígnios de Deus não vão ao encontro da nossa vontade. Na primeira vez que senti o chamado ao sacerdócio, aquilo me parecia loucura e lutei contra aquilo, porque não era minha vontade. Pensava que eu jamais poderia ser sacerdote com todos os pecados que já tinha cometido.

O padre da minha paróquia me aconselhou, mostrando que independente do meu passado eu poderia, sim, servir a Deus como sacerdote. Mas mesmo assim eu ainda relutava, por isso, diante da minha negação ele sugeriu que eu continuasse vivendo minha vida normalmente, e se quisesse fosse viver um namoro santo, porque se fosse da vontade de Deus o meu sacerdócio eu voltaria [a pensar em ser padre].

Após algum tempo comecei a namorar uma menina do grupo de oração, mas após quatro meses vi que minha verdadeira paixão era pelo altar e pela cruz, e não adiantava lutar contra isso.

Precisamos entender que não há outra possibilidade de encontrarmos as respostas para nossos questionamentos se não for em Jesus Cristo.

Peça ao Espírito Santo que lhe dê a graça de ser como o apóstolo Paulo para que, por meio dela, você aceite a vontade de Deus em sua vida. Porque não importa o quão distante de Cristo vivemos até hoje, a morte d'Ele na cruz também foi para nos salvar.

A intimidade e a entrega total a Jesus Cristo são a maior prova de que podemos dar ao sacrifício de Deus por nós. Ele que nos fez capaz de viver na fé, transmitindo aos que ainda não O conhecem essa experiência de amor.

A Igreja tem chamado a nossa atenção para a nova evangelização, pois ela precisa atingir o homem contemporâneo. Devemos readquirir o gosto da Palavra e do Pão da Vida, pois este é o único caminho para chegarmos à salvação.

O conteúdo da evangelização de Paulo e da nova evangelização não muda, continua sendo mesmo: "Convertei-vos e crede no Evangelho" (Mc 1, 15). E a conversão significa reconsiderar o modo de viver, deixando que Deus entre em todas as áreas da nossa vida, trazendo um novo sentido para nossa existência.

O mesmo Espírito Santo, que conduziu o apóstolo dos gentios, quer conduzi-lo hoje, e só depende de você viver essa experiência na sua vida. A verdade de Deus já foi colocada no seu coração pelo sacramento do batismo, você só precisa deixar que ela germine, cresça e dê frutos.
______________________________
Padre Roger Luís
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio

Grupo de Oração

Grupo de Oração

Postagens antigas

Postagens mais visitadas

Reflexão

Mensagens

Nossa Senhora Fátima

Nossa Senhora Fátima

Parceria

Parceria

Parceria

Postagens populares