23 maio 2014

A dor passa...


Imagem de Destaque


Não podemos nos dar por vencidos, mas aproveitar cada situação para confiar em Deus e amadurecer
Share on facebookShare on eml
"A nossa presente tribulação, momentânea e ligeira, nos proporciona um peso eterno de glória incomensurável" (2 Cor 4,17).
Deus tem um propósito por trás de cada problema. Jesus nos advertiu que teríamos problemas no mundo. (Jo 16,33)
Ninguém está imune à dor, aos sofrimentos e problemas da vida.
Nossa vida é cheia de conflitos. Quando conseguimos solucionar um, aparece logo outro para ocupar seu lugar. Às vezes, não são grandes, mas todos contribuem para o nosso processo de crescimento.
Desde criança, ouvia um ditado que dizia: "quem não vem pelo amor, vem pela dor". Acredito que Deus usa dos problemas para atrair-nos a Ele. Já percebeu que quando as provações batem à nossa porta, corremos para buscar socorro em Deus?
Minhas experiências mais profundas de intimidade com Deus aconteceram quando estava com o coração destroçado, com uma dor enorme.
É nos momentos de sofrimento que pronunciamos nossas orações mais autênticas, usamos toda sinceridade com Deus. As provações nos obrigam a olhar para Deus, depender d’Ele e não de nós mesmos.
Certamente, Deus poderia ter evitado que alguns problemas nos acontecessem, mas permitiu para que o resultado fosse a nossa aproximação d’Ele. Porque de todo mal Deus tira um bem maior!
Existe um segredo para a paciência na prova: recordar que a dor passa.
Nestes momentos, a pior das hipóteses é olhar apenas para nosso interior, pois provavelmente ficaríamos deprimidos. Mas se olharmos para Jesus, n’Ele descansaremos nossas fadigas.
As provações vão forjando nosso carácter para tornar-nos semelhantes a Jesus. Esta é a intenção de Deus: fazer- nos como seu Filho Jesus, através das mesmas experiências que Ele viveu: tentação, solidão, desprezo, críticas.
Como uma pedra bruta de mármore que o escultor vai lapidando até tomar a forma desejada, assim também vai acontecendo com nossa vida:vamos sendo esculpidos, forjados no nosso carácter, até tornarmo-nos uma obra prima.
"A nossa presente tribulação, momentânea e ligeira, nos proporciona um peso eterno de glória incomensurável" (II Cor 4,17).
Não podemos nos dar por vencidos, mas devemos ser pacientes e perseverantes, aproveitando cada situação para confiar em Deus e amadurecer.
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio

Grupo de Oração

Grupo de Oração

Postagens antigas

Postagens mais visitadas

Reflexão

Mensagens

Nossa Senhora Fátima

Nossa Senhora Fátima

Parceria

Parceria

Parceria

Postagens populares