09 agosto 2015

Ciúme doentio: eu vivo isso?


                       Ciúme doentio: eu vivo isso?

               O ciúme doentio é um problema patológico que destrói os relacionamentos

Um dos primeiros sentimentos que o amor traz, quando vivido de forma sadia, é a liberdade, o sentimento de compartilhar, o sentimento de alegria e cumplicidade, mas não de aprisionamento. Com esse pensamento podemos pensar: o que é saudável nos relacionamentos?



No senso comum, encontramos diversas frases que favorecem uma visão do ciúme como um tempero no amor; mas que tempero é esse que nos coloca numa situação de pensamentos de traição, engano, mentira, posse, obsessão quase (ou sempre) doentia pelo outro?

O amor que supostamente vemos, neste ciúme patológico, trata-se, sim, de um sentimento que, em vez da liberdade, conduz ao aprisionamento: o ciumento e a pessoa desejada enredam-se num relacionamento nada saudável; buscam provas e situações, um não se vê fazendo nada sem o outro, não há liberdade para outros relacionamentos de amizade ou relações sociais fora do namoro, há um controle excessivo.

Aquela relação que, aparentemente, sugere algo carinhoso e dedicado, confundida com zelo e carinho, torna-se exagerada e sufocante.

E como saber se o que sinto vai além da normalidade?

Um dos sentimentos que primeiro aparece é o de ser enganado e traído o tempo todo. Dessa forma, a pessoa sente necessidade de controlar o outro a todo custo, controlar onde e com quem está, o que faz, ou seja, viver praticamente numa paranoia, o que é bastante triste para quem sofre com esses sentimentos, mas também dolorido para quem é alvo desses sentimentos, pois nunca há entre os dois, um sentimento de confiança.

Se você:
– pensa frequentemente na possibilidade de infidelidade;
– procura “provas” que justifiquem essa suspeita de infidelidade;
– teve reações agressivas motivas por ciúme;
– evita situações onde a pessoa com quem você se relaciona tenha contato com pessoas do sexo oposto, deixando de ir em festas, comemorações diversas e outros eventos sociais;
– já teve desejo de espionar a vida da pessoa com quem você se relaciona; é importante que possa rever suas atitudes, pois, é bem possível que esteja sofrendo com o ciúme patológico e com reações que não permitam com que você viva de forma saudável um relacionamento afetivo.

Muitas vezes, essa situação vem se repetindo em vários relacionamentos. Sendo assim, não deixe de buscar ajuda para rever tais comportamentos para uma vida melhor
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio

Grupo de Oração

Grupo de Oração

Postagens antigas

Postagens mais visitadas

Reflexão

Mensagens

Nossa Senhora Fátima

Nossa Senhora Fátima

Parceria

Parceria

Parceria

Postagens populares