12 maio 2016

Viva Nossa Senhora de Fátima


                       Viva Nossa Senhora de Fátima

                   “A treze de maio, na Cova da Iria, no céu aparece a Virgem Maria”


Ouvir esse canto vindo do povo português tem um tom diferente. Afinal, foi lá que a Virgem Maria quis aparecer, em Fátima, a mensagem mais atual, confirmada e aceita pela Igreja.


São muitos os elementos que compõem a espiritualidade profunda da Cova da Iria.



– A Rampa: o local onde fiéis descem, de joelhos ou mesmo rastejando, trazendo no coração pedidos de oração ou a gratidão por uma graça recebida.

– O Valinhos: local onde viviam as três crianças. Hoje, é lugar de peregrinação, onde inúmeros fiéis rezam a Via-Sacra em clima de oração e silêncio.

– Oração e silêncio também são elementos marcantes da espiritualidade daquele lugar santo. Não há como se calar diante do apelo da Virgem Maria. Aquele céu de um azul inenarrável faz calar qualquer dor, até mesmo a mais profunda, pois, no colo da Virgem Maria, o homem encontra conforto e consolo.

– A linda basílica parece ter sido moldada pelos anjos, numa arquitetura que aponta para o céu. De cor clara, retrata a pureza da Mãe de Jesus e nos conduz a uma profunda reflexão. Inúmeras foram as vezes que rezei olhando para aquele santuário; ali, fiz uma experiência de Céu. Para mim, é, às vezes, difícil narrar tudo o que vivi em Fátima, é como seu eu tivesse me encontrado comigo e com o grande desígnio de Deus a meu respeito, cuja finalidade é única: o Céu.

– Meus pequenos Pastorinhos, gigantes na fé, ensinaram-me a amar mais, fizeram-me entrar no mistério da oferta e do sacrifício; não por mim mesma, mas pelo outro. Aquelas simples crianças são mestres na doação e no amor a Jesus e Sua Mãe.


Hoje, vivo na Terra Santa, onde Maria nasceu e viveu – um mistério e uma graça que Deus me concedeu –, mas meu coração não se separa da mensagem de Fátima nem de tudo o que ela me “ensinou”, que o Céu é, assim, indiviso, pois não compete entre si, não é reino dividido. A Terra Santa, com seus ensinamentos e espiritualidade, completa em mim o que comecei a viver em Fátima, na Cova de Iria, aos pés da Mulher mais brilhante que o sol.

Cantem, meus portugueses amados, celebrem com gratidão a Deus o acontecimento que foi realizado aí. Vocês são privilegiados, por isso, façam memória desse fato grandioso, levem para todo o mundo, tão ferido pela dor, pelo egoísmo, pelo ateísmo, a sua fé tão repleta de significado e de força tamanha.

Estando no Oriente, vejo o quanto os cristãos precisam da oração e do sacrifício do povo de Deus. Ao nosso redor, vemos relatos, todos os dias, de muita dor e muito sofrimento.

Na Síria, cristãos padecem por professar sua fé, morrem em cruzes, decapitados… Mas não desistem! A oração de um povo os sustenta, os mantêm firmes, mesmo diante do martírio. Em Fátima, rezou-se pelo fim da guerra.

Que a Virgem de Fátima possa ajudar a deixar de lado a guerra que nasce no coração do homem. Francisco, Lúcia e Jacinta, peçam ao Bom Deus por nós. Rezem por nós, pecadores!
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio

Grupo de Oração

Grupo de Oração

Postagens antigas

Postagens mais visitadas

Reflexão

Mensagens

Nossa Senhora Fátima

Nossa Senhora Fátima

Parceria

Parceria

Parceria

Postagens populares