06 janeiro 2017

Deus tem nos visitado?


                        Deus tem nos visitado?

Talvez seja hoje o tempo das visitas de Deus. Precisamos estar atentos para perceber seu significado


Quanto a mim, a resposta é positiva. Ouso dizer que você também é alvo das visitas de Deus. A questão é: qual importância temos dado a essas visitas?

Certa vez, ao comemorar meu aniversário, tinha a certeza de que Deus me visitaria de maneira especial. Fiquei atenta e imaginei várias maneiras pelas quais Ele poderia vir ao meu encontro, mas não esperava que fosse de um jeito tão exclusivo.

Imagine só! Naquela época, eu morava no terceiro andar de um prédio em pleno Rio de Janeiro; um passarinho –- que desconheço a espécie -– veio fazer seu ninho justamente na plantinha que estava em minha varanda!


Acolha com carinho a visita de Deus

O interessante é que tudo já vinha sendo preparado há algum tempo, pois o ninho estava pronto com dois ovinhos; e só percebi isso no dia de meu aniversário… Fala sério! Não é carinho de Deus?

Quem quiser pode chamar de coincidência, mas eu prefiro acolher como manifestação de amor, visita de Deus!

Monsenhor Jonas escreve nos Nossos Documentos internos da Comunidade Canção Nova: “Há momentos que o Senhor nos visita pessoalmente. É Ele quem toma a iniciativa e cria as circunstâncias para que isso aconteça. É necessário ser sensível a essas visitas. Um momento desses, que se cede à iniciativa do Senhor, vale por dias inteiros de busca e empenho pessoal. É uma graça incalculável!”.

É certo que Deus nos visita de várias formas; às vezes, no amor, dando-nos presentes, mas, às vezes, na dor, no sofrimento. A iniciativa, no entanto, é sempre d’Ele; e acolher com docilidade é nossa parte para colhermos todo bem que Ele quer nos proporcionar.

Deus me conhece e sabe o quanto gosto da vida, da natureza e quis manifestar seu amor com um presente bem original.

Aquele passarinho me fez lembrar da minha infância, quando morava num sítio e estava sempre em contato com a beleza da criação. Às vezes, encontrava algum ninho de pássaro. Voltei no tempo por instantes e até esqueci que os anos se passaram. Como criança, fui correndo espalhar a feliz notícia para todos e adotei o passarinho como meu, até que ele cumprisse seu oficio de gerar os filhotes e voasse.

Recebi vários presentes naquele dia e outras manifestações de carinho. Sou grata por todos, mas nenhum superou este.
Em cada visita de Deus, existem lições a serem aprendidas

Na tentativa de compreender o recado de Deus com esse acontecimento, colhi várias lições. O pássaro não constrói seu ninho num piscar de olhos nem de um dia para outro: exige-se tempo e dedicação. A Palavra de Deus diz que “há um tempo para cada coisa debaixo do céu”. Talvez seja hoje o tempo das visitas de Deus; preciso estar atenta para perceber seu significado.

Cada vez que via aquele pequeno pássaro a chocar seus ovinhos, lembrava-me que preciso, a exemplo dele, ser mais corajosa, dedicada na missão que tenho a cumprir, paciente e perseverante.

O interessante é que o pássaro não larga o ninho por qualquer ameaça. Cheguei perto dele para observar melhor e percebi que começou a respirar mais forte, demonstrava medo, porém, permaneceu no ninho, como a dizer-me: “Não abro mão de minha missão. Por ela dou a vida!”.

Aquele pássaro fez-me refletir como tenho assumido a missão que Deus me confiou: “Diante das ameaças e perigos, saio voando ou aguento firme, disposta a dar a vida?

Essa reflexão tem me aproximado de Deus e encorajado-me. Acredito que essa foi a intenção do presente!

Tomara que Deus o visite também por estes dias. Fique atento!
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Rádio

Grupo de Oração

Grupo de Oração

Postagens antigas

Postagens mais visitadas

Reflexão

Mensagens

Nossa Senhora Fátima

Nossa Senhora Fátima

Parceria

Parceria

Parceria

Postagens populares